Eles são um casal cheio de alegria e muitos sorrisos!!

Mas, vou deixar que eles mesmos contem essa História:

Oscar nasceu em 1981 e Cecília em 1985. Ambos nasceram em Recife e passaram a infância em Limoeiro, onde moraram em ruas paralelas e estudaram nas mesmas escolas, na Luluzinha e no Colégio Regina Coeli, de freiras.

Seus pais eram amigos de trabalho, do Bandepe, e Oscar, menino, já foi atendido pela mãe de Cecília, enquanto médica pediatra. Cecília comprava roupas infantis na Dandoka, loja da mãe de Oscar.

Embora as famílias se conhecessem, as duas crianças, todavia, não se conheciam!

Infância e adolescência passaram. Oscar sempre passou São João em Caruaru, onde Cecília passou a morar. Contudo, nunca se esbarraram por lá… Oscar se torna Promotor de Justiça e Cecília servidora pública, ambos do mundo jurídico,

Em 2010, Oscar, após seis anos trabalhando na Bahia, volta para casa, e está naquela fase: solteiro convicto. E decide passar o reveillon de 2011/2012 em Porto de Galinhas com os amigos.

Cecília, a mais disciplinada da família, na fase dos estudos para concurso público, resolve acompanhar o irmão e os primos nesse mesmo reveillon. Quase que ela não ia!

Durante a festa, Oscar já tinha percebido os olhos verdes e os lábios carnudos de Cecília, mas não chegou perto dela, porque ela estava arrodeada de uma macharia danada (os primos e respectivos amigos). Mas, no final, com a banda já acabando, por volta das 6/7h, do dia 1º de janeiro de 2012, Cecília se esbarra com Oscar na frente do palco e pede ajuda a ele para a banda continuar. Oscar, claro, muito solícito, atendeu ao pedido dela e, conhecido do cantor que era, fez a banda tocar mais um pouco, arrancando um sorriso da bela Cecília. Trocaram algumas palavras e olhares, até foto tiraram (essa que segue abaixo na página), porque a prima de Oscar, Gabi, como seu apurado faro de jornalista, já sabia das “boas” intenções dele para com ela.

Mas ficou nisso! Depois da festa e de muito álcool, sequer Oscar lembrava o nome de Cecília e Cecília nem lembrava de Oscar (!). Como se reencontrar? Improvável… Mas novamente o acaso! Dias depois, Oscar vê uma foto de Cecília no facebook de Duda, uma amiga em comum deles. A partir daí, trocaram mensagens, se encontraram nas prévias de Carnaval e, por acaso de novo, em meio à multidão da sexta do Recife Antigo e do sábado nas ladeiras de Olinda… Os encontros se tornaram romance, isso até o mês de abril!

Porém, Oscar, com seu aguçado espírito de liberdade, e Cecília, que buscava um pouco mais de segurança, acabaram se afastando ao longo de 2012. Desencontraram-se! Cecília namorou uns meses, Oscar continuou solteiro, nas farras, mas um não parava de pensar no outro, no que podia ter acontecido, como podia ter frutificado aquele relacionamento tão sincero, espontâneo, que foi precocemente interrompido. Em dezembro de 2012, no aniversário de Gi, eles se reencontraram e foi mágico! Os olhos brilhavam, a chama continuava acesa!

Contudo, o reveillon de 2012/2013 de Oscar (que nem gosta de viajar!), já estava agendado para a Chapada Diamantina. Lauro, primo de Oscar desistiu de ir, e Cecília, menina determinada, escalou-se para ir com Oscar e suas amigas para lá. Logo Cecília que nunca tinha passado um ano novo longe da família…

Mas tinha de ser, era a certeza de que o encontro deveria continuar! E, foi em meio à natureza, numa trilha, nas cachoeiras de Mucugê, que Oscar, dia 27.12.2012, chamou Cecília de “namorada” pela primeira vez. Tudo fluiu naturalmente, sem rótulos, sem cobranças, um preservando a individualidade do outro, como deve ser. Não existe amor sem liberdade!

E, a partir de então, já se vão quase seis anos, Oscar e Cecília só somaram um ao outro! Já foram tantos momentos juntos, mas sempre parece que tudo começou ontem! Nossos olhos continuam brilhando. Muitas viagens, conquistas profissionais, perdas, mas nunca um término ou um “tempo”. Nas diferenças, eles aprenderam a se respeitar, a se admirar como pessoas únicas. E creem que o respeito consolida a lealdade, a cumplicidade, a parceira, o amor…

Na data do casamento, Oscar e Cecília completaram um ano morando juntos, no que eles denominam de “estágio probatório”, ali nas terras pesqueirenses, e nada mudou! É com esse espírito sereno e imbuídos de um amor estável, leve, livre, intenso, que tomaram essa decisão de “casar no religioso” e, apostam, nada mudará.

As bênçãos de Jesus e Maria apenas fortalecerão essa caminhada firme e de fé do casal, que tem a certeza que tudo se perpetuará!

(Maria Cecília e Oscar – Noivos)

A Cerimônia aconteceu na Igrejinha do Poço da Panela, linda e cheia de significado para o Casal:

Não poderíamos receber as bênçãos de Deus sobre o nosso matrimônio em outro lugar senão na Igrejinha do Poço. Esse é o bairro onde nos sentimos literalmente em casa, no nosso pedaço de sossego, que nos faz esquecer estarmos em Recife! 

E foi no Poço onde estreitamos nossa fé, o nosso namoro, frequentando a missa sempre que podíamos, domingo às 19h30, orando, agradecendo e pedindo juntos, sorrindo e chorando, sempre juntos! 

Apesar de a Igreja ser pequena, não comportar todos os convidados, existe uma sinergia grande desse espaço sagrado com o casal. E tudo que já experimentamos aqui, queremos renovar em nossa cerimônia, que terá a condução do jovem e iluminado Padre Deyvson, pároco de Casa Forte, que acompanhou nosso namoro desde o início, do qual não abrimos mão. 

Inclusive, a data da celebração foi definida por sua disponibilidade! Sim, queríamos celebrar festivamente nosso casamento, mas, indubitavelmente, o momento mais singular e especial será certamente na nossa Igrejinha do Poço, guiados pelo Espírito Santo. 

Certamente muitas lágrimas de alegria e muitas emoções vieram à tona nesse sábado de manhã.

(Maria Cecília e Oscar – Noivos)

E a festa, QUE FESTA hein!!!

E então… A gente se torna mais maduro (os anos passam!) e muito do “encantamento” com esse mundo (ou indústria) do casamento se esvai, perde mesmo o sentido. Não vemos graça alguma no brilho, nos espelhos, na ostentação, no que foge à simplicidade que o amor deve transparecer. 

Tanto que a princípio pensamos em fazer apenas um almoço, algo só para família mesmo, e amigos mais íntimos. E pense que essa seleção já seria bem difícil. 

Mas vocês nos conhecem, até melhor que nós mesmos! Somos dois seres muitos sociáveis (culpa de nosso pais), temos muitos amigos e gostamos de um batuque, de uma beira de palco (aliás, nos conhecemos assim!), de boa música… E só se casa uma vez na vida! Entonces, o que era um almoço se transformou numa festa que foi a nossa cara! 

E escolhemos a Usina, por acharmos lindo o espaço, rústico, antigo, aconchegante, tem verde, foge dos estereótipos das casas de festa tradicionais que mais parecem uns quadrados brancos decorados, hehehe 

E se é pra celebrar, que seja no melhor estilo. Tivemos um DJ pros intervalos e três bandas. Isso tudo?! Sim isso tudo: 8h de festa, regada a uísque, cerveja, espumante e uma mesa de caipiroscas.

E quanto à música, tivemos uma bandinha de samba-pop, Samba de Mesa; um Forró das Antigas (claro que não poderia faltar, e é atração surpresa!); e finalizamos com Júnior Maxx e Banda, que toca de tudo, som bem animado e da nossa época, sem os modismos dos forrós e sertanejos atuais! 

(Maria Cecília e Oscar – Noivos)

Maria Cecília e Oscar queriam um Casamento que tivesse “a cara” deles, cheio de personalidade.

E Paulinho Melo conseguiu transformar isso em realidade, do jeito mais lindo!! Uma Decor que aliou Elementos Regionais e muito estilo, literalmente um pedacinho de PE na Usina Dois Irmãos, muito barro, madeira, flores coloridas, cestos, tudo remetendo a cultura de PE.

E o resultado foi uma linda Decor contemporânea, com a cara da nossa terrinha ;)

Uma Decor cheia de Regionalismo, merece um Bolo bem Regional ne, nada melhor do que o nosso querido Bolo de Rolo :) Sim!! Um Bolo de Rolo lindo, cheio de beleza e sabor, da querida Cassia Pereira Bolos.

O Buffet ficou por conta da Di Branco, arrasando sempre!!

E os clicks maravilhosos são de Luiz Diniz ;)

Bora se encantar com esse Final Feliz…

Maria Cecília e Oscar, tô pra ver Casamento mais cheio de personalidade…kkkkkkk!!

AMEI, tudo lindo ;)

Desejo a vocês todo o amor do mundo e que continuem sempre cheios de sorrisos e muita alegria.

Beijos, Nina.

Local: Usina Dois Irmãos | Decoração: Paulinho Melo | Assessoria e Cerimonial: VA Cerimonial | Buffet: Di Branco | Doces: Benta Brigaderia | Bolo: Cassia Pereira | Fotos: Luiz Diniz | Beleza da Noiva: Erika Lins | Vestido: Emanuelle Junqueira