Olá noivinhas,

 Hoje vamos abordar um tema bem interessante e que tem se tornado cada vez mais falado devido aos grandes resultados obtidos: os Implantes Dentários.

foto 1 - implante dentario

Antigamente, quando se perdia um dente, por cárie, acidente ou doença periodontal, a alternativa era desgastar dois dentes vizinhos e cimentar uma prótese. Quando se perdiam muitos dentes, fazia-se uma prótese móvel, apoiada em alguns dentes e nas gengivas e no caso da perda de todos os dentes, confeccionava-se uma dentadura, apoiada exclusivamente nas gengivas.  Isso tem mudado há algum tempo com o surgimento dos implantes dentários.

 A decisão de se fazer um implante dentário é um momento muito especial na vida do paciente. Poder mastigar novamente, sem o uso de próteses removíveis, que para muitos é bastante incômodo, é o sonho de muitas pessoas. Além disso, substituir um dente perdido de uma maneira mais duradoura retoma a autoestima e te faz poder sorrir livremente.

 E esse sonho tem se tornado cada vez mais acessível e, principalmente, se bem planejado e diagnosticado, mais concreto de realizar devido ao grande avanço nos materiais e técnicas, permitindo que os procedimentos sejam feitos de forma rápida e segura com resultados previsíveis e objetivos.

 foto 4- implante dentario

Mas o que são implantes dentários? Os Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal instalados cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. Uma vez posicionados, permitem a montagem de dentes substitutos (próteses ou coroas unitárias) sobre eles.

 O procedimento é feito por meio da inserção de um cilindro no osso maxilar ou mandibular do paciente. Esse cilindro, também chamado de pino, é feito de titânio, material biologicamente compatível e de fácil integração ao osso humano.

Os implantes mais comuns são os osseointegrados, que são colocados por meio cirúrgico diretamente no osso maxilar ou mandibular. O período da osseointegração (integração ao osso) pode levar de 2 a 6 meses dependendo da região a receber o implante e do tipo de implante. Após este período, uma segunda cirurgia é necessária para ligar o implante ao meio bucal, nesta fase o cirurgião dentista remove a gengiva que está recobrindo o implante e finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao implante, individualmente, ou agrupado em uma prótese que pode ser de dois tipos:

-Prótese Protocolo: — Prótese total implantosuportada e implantoretida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média, este tipo de prótese é parafusada e retirada apenas pelo seu dentista, é uma prótese que confere boa estética e é uma ótima opção para quem pretende fugir da prótese removível. O único incoveniente é que este tipo de prótese é mais difícil de ser higienizada pois todos os dentes são conectados entre si, exigindo bastante cuidado do paciente. Pode ser feita em resina ou porcelana.

foto 3 - implante dentario

-Prótese Overdenture: — Prótese total removível sobre implante, este tipo de prótese exige menos implantes (2 a 6 em média) e é confeccionada em resina. Esta prótese é como uma dentadura, porém, tem um encaixe em uma barra que conecta os implantes à prótese, conferindo a esta mais estabilidade e retenção. Esta prótese pode ser retirada pelo paciente e por isto a sua higienização é facilitada.

foto 5 - implante dentario

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregam nem mudam de posição na boca, o que é um grande benefício durante a alimentação e a fala, além de conseguir uma estética bastante superior.

Segue vídeo explicativo,para melhor entendimento:

Portanto, noivinhas, que tal incluir no planejamento do casamento também um check up para as que tem essa necessidade, sem esquecer dos pais, tios e avós que também merecem voltar a sorrir para brilhar no grande dia?!

Beijos,

ASSINATURA JULIANADENTISTA